Dilma leva mais tempo com Hillary, Chávez, Mujica e Lugo entre as autoridades estrangeiras na posse

| Agência Brasil

Ao receber os cumprimentos das autoridades estrangeiras, no Palácio do Planalto, depois do discurso no parlatório, a presidenta Dilma Rousseff levou mais tempo conversando com alguns líderes políticos. Elas também os abraçou e posou para fotografias. Foram os casos da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e dos presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, do Paraguai, Fernando Lugo, e do Uruguai, José Mujica.

Com Hillary, Dilma alternou a conversa em inglês e em português. O tradutor se manteve ao lado das duas para dar suporte. Ambas sorriram e, segundo assessores, há a possibilidade de uma reunião bilateral amanhã (2), no Planalto.

A conversa com Chávez foi mais demorada. O presidente venezuelano foi um dos primeiros líderes estrangeiros a elogiar publicamente a candidatura de Dilma à Presidência da República. Ao chegar a Brasília, Chávez voltou a elogiar Dilma e a reiterar que a tendência, na gestão da presidenta, é a intensificação da política regional.

Dilma conversou demoradamente com Mujica e a mulher dele, a senadora Lucía Topolansky. Como a presidenta, o casal uruguaio tem um passado de luta armada contra a ditadura militar. O cumprimento de Mujica e da primeira-dama uruguaia a Dilma gerou comentários entre eles que os levaram a um sorriso.

Ao abraçar o paraguaio Lugo, Dilma também se demorou. O presidente do Paraguai se recupera de um câncer e ainda apresenta sinais dos efeitos das sessões de quimioterapia – está careca e aparentemente mais pálido.

O Itamaraty informou que há representantes de 132 países nas cerimônias de posse de Dilma. Mas são, no total, aproximadamente 80 autoridades entre presidentes, primeiros-ministros, chanceleres e também o príncipe Felipe da Espanha.

Últimas notícias

3/03 - 18:29 Bovespa quebra série de quedas e sobe com Petrobras após anúncio de desinvestimento 3/03 - 18:25 OMC: três países já ratificaram acordo de facilitação comercial de Bali 3/03 - 18:22 Dólar acumula alta de 8,7% em 2015 e fecha acima de R$ 2,92 3/03 - 18:17 Lei dos Caminhoneiros começa a valer em 17 de abril 3/03 - 18:09 Juíza cancela visto e determina que União deporte Battisti para México ou França 26/02 - 18:41 Ibovespa reduz queda com elétricas ajudando a mitigar pressão de Vale 26/02 - 18:40 Ibovespa reduz queda com elétricas ajudando a mitigar pressão de Vale 26/02 - 18:40 Ibovespa reduz queda com elétricas ajudando a mitigar pressão de Vale 26/02 - 18:37 Ministério Público diz que falta atendimento de saúde a presos doentes no Rio 26/02 - 18:34 Obstrução de estrada dá multa de até R$ 10 mil por hora, diz ministro da Justiça 26/02 - 11:41 Estado Islâmico sequestrou 200 cristãos assírios nos últimos três dias 26/02 - 11:38 Chuvas ajudam a elevar pela 21ª vez nível do Cantareira 26/02 - 11:35 Percentual de famílias inadimplentes cai para 17,5% em fevereiro 26/02 - 11:32 IBGE: desemprego sobe 1 ponto percentual em janeiro e atinge 5,3% 25/02 - 12:46 Paralisação de caminhoneiros ameaça abastecimento de hortifrutigranjeiros no Rio 25/02 - 12:42 STJ nega pedido de liberdade de empresário preso na Lava Jato 25/02 - 12:40 Arrecadação de impostos e de contribuições teve queda de 5,44% em janeiro 25/02 - 12:37 Servidores públicos agendam reunião com governo para discutir reajuste salarial

Edição Digital

Edição 04/03/15

© 2010 Copyright Diários Associados Todos os direitos reservados

O uso deste site está sujeito aos termos de uso. Ao continuar usando esta página, você concorda em cumprir com estes termos.