quarta-feira, 26 de junho de 1918

Notícias

26 de junho de 1918 – Registro de Neve em São Paulo?

Apesar de raríssimo na Região Sudeste, em 1918 a capital paulista amanheceu sob uma fina camada de gelo, o que fez com que muitos acreditassem na possibilidade de ter nevado durante a madruagada.

26 de junho de 1918 – Registro de Neve em São Paulo?

        Durante a madruaga houve relatos da ocorrência de neve em boa parte do estado. Segundo documentos, essa onda de frio fez com que a temperatura caísse para até 12 graus negativos em algumas regiões do planalto, fazendo com que uma fina camada de gelo se formasse confundindo muitos moradores da cidade, que levantaram a hipótese de ter nevado no estado. No dia 26 de Junho, o Jornal do Commercio noticiou o fenômeno:


        “A temperatura nesta capital baixou a zero e a quatro gráos abaixo de zero em Faxina e outros pontos do planalto de S. Paulo.

        Chegam notícias de grandes geadas em muitos municípios do Estado.

        As varzeas da capital amanheceram cobertas de geada, chegando a gelar a agua depositada em pequenas vazilhas.”


        Na Avenida Paulista houve o congelamento da água exposta ao relento e em depósitos de pequena profundidade. Documentos registram que várias cidades tiveram o abastecimento interrompido por causa do congelamento da água nos encanamentos. No entanto, algumas fontes indicam que o o fenômeno ocorrido na capital paulista foi na verdade uma sublimação de nevoeiro, causada pelo frio intenso da madrugada. Muito provavelmente os “flocos de neve” eram gelo que caíram das árvores, telhados e edifícios da capital paulista.

        Dos registros de neve reconhecidos apenas um ocorreu na Região Sudeste brasileira, mais precisamente no pico das agulhas negras, no Rio de Janeiro, em 1985, quando foi registrado o acumulo de um metro de neve. Os outros dois registros das foram registrados no sul do país.

        Em Santa Catarina, no dia 20 de julho de 1957, a cidade de São Joaquim sofreu uma grande nevasca que obrigou o governo a enviar alimentos para os habitantes da região por intermédio da Força Aérea Brasileira. O acumulo de neve, de cerca de 1,30 metro, demorou 4 dias para derreter.

        O maior registro de acumulo de neve aconteceu na cidade de Vacaria, no Rio Grande do Sul, em 7 de agosto de 1879. Poucos foram os relatos, mas se sabe que a cidade ficou debaixo de 2 metros de neve.

Encomende a sua pesquisa histórica

Clicando aqui, você poderá entrar em contato com nossa equipe e solicitar sua pesquisa de conteúdos históricos publicados no Jornal do Commercio. Um serviço voltado para pesquisadores, acadêmicos, empresas e a todos que queiram saber sobre sua própria história. Solicite já a sua pesquisa.

Consultar